Digite algum termo abaixo
 
     

 

CODEPAS na Mídia

Codepas realiza processo seletivo

Matéria no site da rádio Uirapuru no dia 21/01/2014

http://www.rduirapuru.com.br/noticias/codepas-realiza-processo-seletivo-21148

A Companhia de Desenvolvimento de Passo Fundo (Codepas) informa a abertura de processo seletivo para preenchimento de vagas do seu quadro de funcionários.

Serão disponibilizadas diversas vagas para todos os setores da empresa, com salários que vão de R$ 708,03 a R$ 3.083,04, além de vale-alimentação.  A escolaridade mínima exigida depende do cargo escolhido. Serão oferecidas vagas às pessoas portadoras de deficiência.

As inscrições vão até o dia 30/01/2014, com taxa entre R$ 15 e R$ 30, e podem ser realizadas através do site  ou na sede da Codepas (Avenida Brasil Leste, 75, bairro Petrópolis, Passo Fundo). A data e local da prova serão disponibilizados no site da Codepas e no site da IDRH.

Maiores informações sobre o edital no site da Codepas ou no telefone (54) 3045-1968.

Mudança de empresa que administra destinação do lixo não deve alterar rotina de recicladores

Site da Uirapuru, 06/01/2014

Passo Fundo passou a viver, desde o primeiro dia do ano, uma nova fase no setor de reciclagem. Chegou ao fim o contrato da Reuse Brasil, que era a empresa responsável pelo transbordo e destinação final do lixo produzido pela cidade. Desde então, a Codepas é a empresa que assumiu os serviços.

Tal mudança tem deixado os recicladores em dúvida quanto a sua permanência na usina e sobre a necessidade de ter trabalhadores no local. Catarina da Rosa, recicladora, esteve no programa Uirapuru Ecologia deste sábado para falar sobre sua participação no Projeto TransformAção. Na oportunidade, desabafou que os recicladores temem não se adequar ao sistema que a Codepas deve implantar.

Para esclarecer as dúvidas dos trabalhadores do setor de reciclagem, a produção entrou em contato com o diretor-presidente da Codepas Tadeu Karczeski, que os tranquilizou.

Tadeu afirma que o entorno da Usina também deve receber melhorias. A pavimentação será a primeira delas, já acordada com o prefeito Luciano Azevedo. Disse ainda que os recicladores são parceiros da Codepas e que as mudanças tanto de empresa, como do serviço prestado, só trarão melhorias para a cidade.

Codepas assume transbordo e destinação do lixo a partir de 2 de janeiro

Diário da Manhã 28/12/2013

Contrato emergencial tem vigência de seis meses e poderá ser prorrogado. Reuse Brasil era a empresa responsável pelo serviço

A partir de 2 de janeiro de 2014, a Codepas assumirá os serviços de transbordo e destino final do lixo em Passo Fundo. A assinatura do contrato entre a Prefeitura e a empresa pública deve acontecer na próxima semana. O contrato emergencial tem vigência de seis meses e poderá ser prorrogado. Conforme o presidente Tadeu Karczeski ,a Codepas tem um plano ambicioso que prevê ainda a reutilização dos resíduos orgânicos produzidos em Passo Fundo e ampliação da porcentagem de resíduos destinados a reciclagem.

Karczeski destaca que a proposta apresentada pela Codepas é de, inicialmente, realizar o serviço que já era executado pela Reuse Brasil e ampliar a porcentagem de material reciclado. Além disso, prevê, num prazo de 90 dias, a elaboração de um estudo para reaproveitamento do lixo orgânico que representa cerca de 50% do volume total recolhido diariamente que é em média de 130 toneladas. Os resíduos orgânicos devem ser reaproveitados para compostagem e produção de adubo. A medida ainda ajudará a reduzir os custos do município com o transporte do lixo não reaproveitado para aterros sanitários em outros municípios.

Atualmente, apenas entre 60 e 100 toneladas de lixo são recicladas por mês o que, segundo Karczeski, representa um volume muito baixo tendo em vista o total recolhido diariamente. O objetivo é, em curto prazo, reciclar pelo menos 10% do que é recolhido diariamente. Para isso, os investimentos em galpões e equipamentos devem chegar a R$ 1,5 milhão. Além da expectativa de aumentar o número de trabalhadores, o presidente da Codepas salienta que será dado todo apoio para que as cooperativas de recicladores continuem realizando suas atividades.

Edital cancelado
No mês de dezembro o edital de concorrência pública 05/2013 que tinha como objetivo receber propostas de empresas interessadas na prestação de serviços de transbordo, transporte e destinação final dos resíduos domiciliares de Passo Fundo foi cancelado. O edital previa ainda o fornecimento dos materiais e da mão de obra. O cancelamento ocorreu devido a impugnação de uma empresa que contestou o termo de referência.

Reuse Brasil
A atual prestadora do serviço, a Reuse Brasil, operará até o dia 31 de dezembro. A empresa, contratada pela prefeitura, realizou serviço no local desde junho de 2012 e foi responsável pela instalação de equipamentos que auxiliam na reciclagem dos resíduos sólidos pela cooperativa de recicladores da Recibela, além de destinar adequadamente o rejeito que não é reciclável durante o período vigente do contrato. De acordo com nota oficial, a empresa, que é passo-fundense, segue com outros projetos na área de reciclagem de resíduos sólidos urbanos e deve trazer novidades para o ano de 2014 com a implantação de sistemas completos de reciclagem em outras cidades do Brasil.

Sem interrupções no trabalho

Diário da Manhã 03/01/2014

Codepas garante que integrantes da Recibela não ficarão sem trabalho na usina de lixo

Com o encerramento do contrato da Reuse Brasil com o município de Passo Fundo, ocorrido no último dia 31 de dezembro, ficou a cargo da Codepas realizar o tratamento e também o transbordo dos lixos recolhidos nos contêineres da cidade, além de enviar todo o material para os aterros da região. Mas essa transição, que começou já nessa quarta-feira (01), está causando preocupações para os integrantes Associação dos Recicladores Parque Bela Vista – Recibela, que temem ter que ficarem um período se trabalho, e assim, sem renda.

O coordenador de atividades do da Recibela, Nélson Claros de Ramos, reiterou que a possibilidade de ficar sem trabalho, mesmo por um período, tem causado temor nos integrantes da associação. “Já passamos por muitas dificuldades em relação ao nosso trabalho, mas nos últimos tempos estava tudo correndo bem. Mas com a mudança para a Codepas, podemos ficar um tempo sem ter como trabalhar, por falta de estrutura”, disse o coordenador, ressaltando a necessidade de todos os envolvidos no trabalho. “A verdade é que a nossa renda, o nosso dinheiro, vem desse trabalho, e se ficarmos um período, qualquer q seja, sem trabalhar, ficaremos sem renda”. Nélson Claros de Ramos informou ainda que, nessa sexta-feira (03), representantes da Codepas tiveram uma reunião com integrantes da Recibela, onde garantiram que o trabalho não será interrompido. “A reunião de hoje (sexta-feira) nos deixou um pouco mais tranqüilos, já que nos foi passado que não teremos que interromper o nosso trabalho”, concluiu O coordenador de atividades do da Recibela, Nélson Claros de Ramos.

O objetivo é melhorar condições de estrutura e trabalho 
O diretor da Codepas, Tadeu Karczeski, afirmou que entende a preocupação dos integrantes da Recibela, e garantiu que diversas melhorias estruturais e também nas condições de trabalho no local, estão entre as metas da empresa. “Queremos melhorar tudo no local, para que possamos aumentar a capacidade de reciclagem, pois quanto mais se recicla, menos o município gasta. Já na próxima semana estaremos realizando a reforma de uma esteira que pertence ao município, assim como estamos em tratativas com a Reuse Brasil no sentido de ficarmos com algum maquinário que eles ocupavam no local”, disse Karczeski, destacando que em nenhum momento os integrantes da Recibela ficarão sem trabalho. “Esse processo de transição de empresas pode atrapalhar um pouco, pois não é algo que se faz de um dia para o outro. Mas o trabalho na será interrompido, talvez ele possa ser diminuído, até acertarmos tudo”, afirmou Tadeu Karczeski, diretor da Codepas.

Codepas irá abrir concurso público

100_3516

Devido à carência de monitores e supervisores para atuar nas áreas de estacionamento rotativo, a Codepas prevê concurso ainda para o mês de agosto para o suprimento das vagas.

Assim que confirmado, o edital será disponibilizado no site da empresa.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa CODEPAS

Mais informações:

Alô Codepas 3045 – 1968 / 0800 601 1968

www.codepas.com.br

 

 

Veja detalhes na matéria publicada pelo Jornal O Nacional acessando o link abaixo:

http://www.onacional.com.br/geral/cidade/39763/codepas+anuncia+concurso

 

 

 

Codepas realiza entrega de doações às crianças do projeto Transformação em Arte

Notícias

 04/07/2013 | Cidade, por Jornalismo Rádio Uirapuru

Na manhã de terça-feira (02), funcionários da Codepas realizaram a entrega dos donativos arrecadados em uma campanha realizada pela empresa, junto ao pavilhão de reciclagem da Vila Popular, onde funciona o centro do Projeto Transformação em Arte. A iniciativa da campanha foi arrecadar roupas, alimentos e produtos de higiene, que beneficiassem as crianças atendidas pelo projeto, que sobrevive graças a parcerias com empresas e a doações da comunidade.

Criado em 2008, o Projeto é realizado pela Cáritas Diocesana e coordenado pela Irmã Inês Sartori. Hoje são atendidas em torno de sessenta crianças que participam de oficinas de percussão – com instrumentos confeccionados a partir de material reciclado – aulas de capoeira e dança, aulas de reforço escolar, oficinas de arte. Além disso, participam de um trabalho de inclusão digital, onde a Codepas também atua fazendo o transporte gratuito das crianças até a Universidade de Passo Fundo, local das aulas.

A campanha mobilizou funcionários e colaboradores da empresa, além da comunidade passo-fundense que foi convidada a contribuir com a iniciativa que arrecadou mais de 40 kg de doações. O idealizador da campanha foi o funcionário Luiz Carlos Varela Sobrinho, coordenador de transportes da Codepas.

Codepas realiza convenção para funcionários

 

Geral

18/3/2013

O objetivo da reunião foi criar um espaço de diálogo e reflexão sobre a Companhia

A Companhia de Desenvolvimento de Passo Fundo (Codepas) realizou neste sábado (16) um encontro com parte dos mais de 200 funcionários que compõem o quadro da autarquia pública. O objetivo da reunião foi criar um espaço de diálogo e reflexão sobre a Companhia. Após os discursos das autoridades, os funcionários tiveram 45 minutos para trazer questões importantes e sugerir soluções aos problemas cotidianos.

“Desde que chegamos, a Codepas enfrenta um clima não muito bom entre todos. Decidimos fazer um encontro para debatermos o destino da Codepas, para harmonizar a empresa, trabalhar e ter sucesso. A situação não é muito fácil em termos financeiros, mas é viável, por isso precisamos da união de todos”, ressaltou o diretor presidente da Codepas, Tadeu Karczeski.

Codepas busca manter contrato para a coleta de lixo em Passo Fundo

Geral

20/6/2013

COLETA DE LIXO

Atualmente, a coleta de lixo na cidade é realiza em parte pela Codepas e o restante por empresa terceirizada, porém contrato de terceirização seria irregular. Situação está sendo estudada pela prefeitura

No início da semana, a diretoria da Companhia de Desenvolvimento de Passo Fundo (Codepas), encaminhou uma proposta à prefeitura pedindo para continuar responsável pela Coleta de lixo na cidade. Atualmente, a coleta nos contêineres e a coleta seletiva são realizadas pela Codepas e as regiões que não contam com contêineres são atendidas pela empresa Via Norte, terceirizada pela Cia, o que seria irregular. “Conforme notificação do Ministério do Trabalho, não podemos terceirizar mão-de-obra. A terceirização ocorreu, pois na época que assumiu a coleta a Codepas não tinha pessoal suficiente e a contratação só pode ser feita por concurso público, processo que é demorado”, esclarece o diretor presidente da autarquia,Tadeu Karczeski. Uma das sugestões apontadas pelo diretor seria a prefeitura licitar a parte hoje realizada pela empresa privada e manter o restante do serviço concentrado na Codepas, com a qual a prefeitura não precisa de licitação.

(Contrato referente a coleta do lixo entre prefeitura e Codepas é vigente até 31 de agosto / FOTO ARQUIVO DM)

 

Ainda segundo Karczeski, outra possibilidade seria a Codepas assumir a totalidade do serviço. Porém, para isso seria necessária a contratação de mais 60 funcionários, por meio de concurso público, e a compra de seis novos caminhões, o que teria que ser feito por meio de leasing, pois a autarquia ainda não tem a certidão negativa, ou seja, ainda não renegociou e parcelou todas as dívidas, o que a impede de ter financiamentos pelo Banco de Desenvolvimento. No início do ano a Cia tinha R$ 11 milhões em dívidas, sendo que R$ 4 milhões são relativos a investimentos na compra de quatro caminhões para a coleta de lixo, transação que também foi feita por leasing. “Desde que assumimos, no início do ano, estamos renegociando as dívidas e grande parte já foi parcelada e outra parte está encaminhada. Mas esse impasse na coleta de lixo nos deixa apreensivos, pois caso a Codepas perca o contrato haveria uma diminuição na receita e mais dificuldade no pagamento das dívidas, inclusive dos quatro caminhões, dos quais ainda faltam 40 parcelas cada”, resume o diretor presidente. Mas ele lembra que a situação está sendo avaliada pela prefeitura. “Fizemos a nossa proposta, baixamos os custos ao máximo possível e agora estamos aguardando os estudos e a posição da prefeitura. Mas seria muito importante para a Codepas manter ao menos a parte que já realiza”, espera Karczeski.

Estudo

Conforme o Procurador Geral do Município, Adolfo de Freitas, há uma orientação do Tribunal de Contas para que a prefeitura faça um estudo sobre o sistema de coleta de lixo do município. No momento, a Secretaria municipal do Meio Ambiente analisa a situação. O contrato relativo à coleta de lixo é vigente entre prefeitura e Codepas e dessa com a empresa terceirizada, até 31 de agosto. Segundo o procurador, conforme a orientação do Tribunal de Contas, o estudo está sendo feito e uma definição será apresentada depois da conclusão.

Codepas 
“Estamos tranquilos, com todos os fornecedores pagos rigorosamente em dia. Desde que assumimos, no início do ano, estamos pagando em dia as obrigações sociais, e já parcelamos dívidas com a Receita e reassumimos mais três parcelamentos. Mas esse impasse na coleta de lixo nos preocupa, pois pode dificultar essa situação que está bem encaminhada. Por isso estamos conversando com a administração municipal para resolver a situação”, explica Karzeski.Segundo ele, se a Codepas assumisse toda a coleta de lixo seriam necessários mais 60 funcionários para a área, sendo 45 garis e mais 14 motoristas. “Mas se ficarmos só com a coleta dos contêineres e a seletiva , serão necessários apenas mais oito trabalhadores”, explica Karzeski, que, de qualquer forma, não cogita demissões.

Ainda segundo ele, o município apresentou proposta para que a Codepas assuma o trabalho de varrição, limpeza de praças, dentre outros, que atualmente é feito pela Secretaria de Transportes e Serviços Gerais, por meio de terceirização. “Caso isso se confirme, será necessária a contratação de mais 150 funcionários. Estamos fazendo um estudo quanto a viabilidade de assumir essa questão e vamos responder a prefeitura ainda nessa semana, para então definir como será o concurso público geral”, acrescenta Karzeski.

horariosColetivoUrbanoBanner
horariosColetaLixoBanner
estacionamentoRotativo
linksUteisCODEPAS
agendaCODEPAS
Enquete CODEPAS

O que você achou do novo site da CODEPAS?




Mais procurados no site